Header Ads

JN STUDIO

Alunas da UFC fazem campanha sobre assédio sexual contra mulheres

Com o objetivo de chamar atenção para o assédio sexual contra mulheres, alunos dos cursos de Publicidade e Jornalismo da Universidade Federal do Ceará (UFC) desenvolveram a campanha “Isso é sério. Isso é assédio”. A ação contém diversas ilustrações e frases ouvidas com frequência por estudantes da instituição.
A iniciativa é do Programa de Educação Tutorial de Comunicação (PETCom) e inclui distribuição de cartazes nos campi da universidade, assim como veiculação das peças nas redes sociais. A partir de pesquisa desenvolvida com alunas da própria UFC, os estudantes concluíram que muitas das entrevistadas identificavam o assédio apenas quando ocorria com outra mulher e ainda perceberam que há dificuldade de compreensão do que é o assédio propriamente dito.
As ilustrações foram feitas pela aluna do curso de Publicidade e Propaganda Silvelena Gomes, do projeto Tiporelas. Com frases, como “Ele quase te despiu com os olhos?”; “Ele tocou seu corpo com a desculpa de que era seu amigo?”; “Ele tentou te beijar na calourada quando você estava bêbada?”, a ação busca conscientizar as pessoas acerca do que se configura como assédio.
Nas redes sociais, os idealizadores da campanha explicam o que significa cada frase, com postagens de alerta e pedidos aos homens que não ajam mais dessa forma. “Assobiar para uma mulher que passa não é crime, mas é assédio sim. Especialmente se você não conhece a mulher, não assobie, buzine ou a assedie verbalmente”, diz uma das publicações.
Para os estudantes, a universidade deveria ser um lugar seguro, mas são constantes os assédios, muitas vezes praticados por professores, servidores ou outros alunos. “No caso dos professores, existe a questão da hierarquia e muitos se utilizam dela para tirar vantagens sexuais com alunas”, indica um post no Facebook do PETCom.
Segundo a lei, os assédios sexuais e morais são abordagens constrangedoras em situações de hierarquia, mais especificamente no ambiente de trabalho. “Puxar pelo braço e chamar de gostosa, independente do ambiente, são exemplos de Importunação Ofensiva e podem configurar crime. O PETCom é contra todas as atitudes que causem constrangimento à mulher, principalmente dentro da universidade. Não se cale diante de qualquer tipo de assédio, injúria ou importunação. Isso é sério. Isso é assédio”, conclui a organização da campanha.

Fonte: Tribuna do Ceará
Tecnologia do Blogger.