Header Ads

JN STUDIO

Adolescentes tentam fugir, causam rebelião e destroem centro

O Centro Educacional Patativa do Assaré foi destruído
Aproximadamente 90 adolescentes que estão cumprindo medidas socioeducativas no Centro Educacional Patativa do Assaré, no bairro Ancuri, começaram uma rebelião e destruíram a unidade na noite desta terça-feira, 31. 

 De acordo com o titular da 5ª Vara da Infância e da Juventude de Fortaleza, Manuel Clistenes de Façanha e Gonçalves, os jovens conseguiram serrar as grades das unidades e tentaram fugir, mas foram contidos por policiais militares que faziam a guarda externa do local. 

 Impedidos de fugir, os jovens começaram uma rebelião e criaram diversos focos de incêndio na unidade, sendo necessária a presença do Corpo de Bombeiros para que a Polícia entrasse no local. 


 "O centro foi completamente destruído. A parte elétrica foi danificada e ficou tudo escuro. Tocaram fogo e não tenho notícias do que aconteceu lá dentro e nem de feridos", relatou o juiz. 


Barricadas

Segundo um policial militar cujo a identificação é preservada pelo O POVO Online, os internos abriram buracos e saíram. Quando o Comando Tático Motorizado (Cotam) chegou, os jovens estavam no último pavilhão, na parte de cima. Eles atearam fogo nos acessos da unidade e fizeram espécies de barricada. 

Alguns jovens jogaram pedras contras os policiais, que entraram e impediram a fuga. O local onde os internos atearam fogo e quebraram está sem eletricidade. Todos foram trancados nos dormitórios após o incidente.  

Rebeliões
 

Na tarde desta terça-feira, os adolescentes começaram um motim no Centro Educacional Patativa do Assaré, mas foram contidos. Também foi registrado um princípio de tumulto na unidade do Canidezinho. 

Conforme o magistrado, no último domingo, 29, fugiram 11 adolescentes do Patativa. Havia uma informação inicial que seriam 10, mas após uma recontagem se descobriu a fuga de 11.



Fonte: O POVO
Tecnologia do Blogger.