terça-feira, 30 de agosto de 2016

Convite entrega Certificados dos Cursos na CBL


Ivo Gomes esteve em Taperuaba.

O Candidato Ivo Gomes esteve ontem (29), juntamente com a vice Christiane Coelho, participando da abertura da campanha do médico Dr. Edson Lima, o evento aconteceu na residência de Dona Olga Ávila, bairro de Vassouras, e reuniu moradores de todo o distrito. 

Eventos agitam o centro do distrito de Taperuaba.

A WL Cyber realiza no próximo dia 10 de setembro mais um grande evento, com a cantora Thays Mendes. Os eventos fazem parte do projeto “Talentos de Taperuaba” que abre espaço para artistas de nosso distrito além de trazer mais animação para o centro de Taperuaba. 

Jovem desenvolve dessalinizador artesanal em Quixeramobim

Devido à seca, alguns municípios sofrem com a falta de água potável para consumo humano. Como alternativa, essas cidades apostam no processo de dessalinização, que ainda é muito complexo e de alto custo. No sertão central do Ceará, em Quixeramobim, um jovem encontrou um jeito de obter água de qualidade através de um dessalinizador artesanal. A reportagem é da Rede Jangadeiro FM.
Samuel Estéferson, engenheiro mecânico deQuixeramobim, abraçou um projeto desafiador: levar ao sertão árido a possibilidade de dispor de água de melhor qualidade. No quinto ano consecutivo de seca no estado, algumas localidades precisam se submeter ao uso de água salobra ou salina, mas a ciência pode transformar essa realidade. Foi com esse propósito que Samuel desenvolveu um dessalinizador a baixo custo, utilizando materiais reciclados. O equipamento, segundo ele, é capaz de reduzir substancialmente o sal presente na água.
“Eu tive essa ideia porque a gente, em Quixeramobim, estava passando por uma dificuldade muito grande, nossos recursos hídricos tinham diminuído muito, chegando até a acabar mesmo, a gente teve de recorrer a caminhões-pipa. O meu avô Samuel fez a perfuração de um poço e teve muita água, mas era uma água salobra. Comecei a pesquisar.Aqui a maior parte dos poços é de água salobra ou salina. Como seria resolvido isso? Com dessalinizador“.
O processo de dessalinização retira o excesso de sal e outros minerais da água ou do solo, através de máquinas, e transforma em água potável. Em seu experimento, o engenheiro fez testes utilizando a água do mar, e os resultados foram surpreendentes.
Os resultados foram excelentes, impressionaram até o técnico do laboratório que fez minha análise. Ele disse que foram resultados excelentes tanto da água do mar – eu trouxe água do mar de Fortaleza em garrafão de 20 litros – fiz todo um aparato para fazer esse teste. Tanto a água do mar como a água do poço conseguiu atingir o patamar físico-químico exigido pela portaria 2914 do Ministério da Saúde. Então é uma água de qualidade”.
Segundo o engenheiro, existem diversas técnicas para a dessalinização da água. Após testes, a mais eficaz, segundo ele, foi a osmose reversa, muito utilizada em países do Oriente Médio para dessalinizar a água, mas ainda pouco difundida no Brasil. Antes, ele testou técnicas como compressão a vapor, destilação por congelamento e uso de destilador solar.
Um dessalinizador no mercado custa entre R$ 15 mil e R$ 20 mil. O protótipo produzido por Samuel ainda está em fase de testes, mas os custos se apresentaram até 50% mais acessíveis do que os valores de mercado.

Fonte: Tribuna do Ceará

"Este processo está marcado por desvio de poder"

“A Câmara dos Deputados não aprovou nenhuma medida desde fevereiro de 2015”, declarou a presidente afastada Dilma Rousseff (PT). “Se isso não é um dos maiores boicotes na história, não sei dizer o que é.” Foi nesse tom de confronto que a petista discursou ontem aos senadores, em dia histórico para o parlamento brasileiro.

Reforçando tese da defesa segundo a qual o impeachment não tem base legal, configurando-se como “golpe”, Dilma adotou fala mais política do que técnica e endureceu com seus julgadores, que votam hoje ainda o afastamento definitivo da presidente.
Sem perspectiva de reverter votos, porém, Dilma culpou Eduardo Cunha, citando-o nominalmente inúmeras vezes, e defendeu-se das acusações que motivaram o processo de afastamento no Congresso.

“Que País do mundo enfrentaria uma crise política baseada em três decretos ou subsídios dados à agricultura?”, contestou a mandatária.



“Este é o segundo julgamento a que sou submetida em que a democracia tem assento, junto comigo, no banco dos réus. Este processo está marcado por clamoroso desvio de poder, que explica absoluta fragilidade das acusações dirigidas contra mim”, continuou.


Dilma respondeu aos questionamentos feitos pelos senadores durante todo o dia de ontem.

O senador Cristovam Buarque (PPS-DF), um dos que ainda poderiam mudar de voto, reafirmou seu posicionamento pelo impeachment.

Noutra ponta, o senador Hélio José (PMDB-DF), antes favorável ao afastamento, anunciou que votará contra o impeachment. 


Discurso
Para cientistas políticos ouvidos pelo O POVO, a fala da presidente foi essencialmente política e direcionada à defesa do legado de seu grupo político, que governou o País por mais de 13 anos, mas também para reforçar a narrativa petista para a eleição de 2018.


Paulo Baía, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, avalia que o tom da carta lida na tribuna do Senado poderia ter sido mais emotivo, para falar diretamente à opinião pública — o que não ocorreu.

“Ela não falou para a opinião pública, ela falou para os seus aliados. O discurso não tem impacto para o Senado nem para a sociedade
brasileira”, analisa. 


Baía acredita que o objetivo da defesa feita por Dilma é a tentativa de rearranjar a esquerda e manter a resistência ao governo do presidente em exercício, Michel Temer.


Para Oswaldo Amaral, da Universidade de Campinas, Dilma, em todo o seu discurso, quis reforçar a ideia de que o impeachment se baseia em um processo político, e não técnico. “Eu acredito que (o discurso) tinha que ser do jeito que foi. O jogo foi jogado, não tinha o que fazer.”

Fonte: O Povo online

Brasil tem mais de 206 milhões de habitantes, segundo o IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou nesta terça-feira (30), no "Diário Oficial da União", a estimativa da população brasileira, na qual aponta que o Brasil tem 206.081.432 habitantes. Em agosto de 2015, o mesmo levantamento estimou a população, à época, em 204.450.649.
O estado de São Paulo é o mais populoso, com 44.749.699. O estado com a menor população é Roraima, que tem 514.229 habitantes.
Veja abaixo a população de cada estado e do Distrito Federal, segundo o IBGE:
Rondônia: 1.787.279
Acre: 816.687
Amazonas: 4.001.667
Roraima: 514.229
Pará: 8.272.724
Amapá: 782.295
Tocantins: 1.532.902
Maranhão: 6.954.036
Piauí: 3.212.180
Ceará: 8.963.663
Rio Grande do Norte: 3.474.998
Paraíba: 3.999.415
Pernambuco: 9.410.336
Alagoas: 3.358.963
Sergipe: 2.265.779
Bahia: 15.276.566
Minas Gerais: 20.997.560
Espírito Santo: 3.973.697
Rio de Janeiro: 16.635.996
São Paulo: 44.749.699
Paraná:  11.242.720
Santa Catarina: 6.910.553
Rio Grande do Sul: 11.286.500
Mato Grosso do Sul: 2.682.386
Mato Grosso: 3.305.531
Goiás: 6.695.855
Distrito Federal: 2.977.216


Fonte: G1 Ceará

Detran substitui multa ao não uso de farol baixo por advertência

O Detran/CE estabeleceu a fiscalização educativa para a obrigação de manter faróis baixos acessos durante o dia na rodovias (art. 250, I, b do CTB), *nos perímetros urbanos das vias estaduais*, em Fortaleza e todas as cidades cearenses. A medida foi tomada por prazo indeterminado.
Fora dos *perímetros urbanos das rodovias*, a fiscalização continuará dentro da normalidade, com aplicação de multa para quem não acender os faróis, em luz baixa, durante o dia e a noite.
A medida foi adotada no sentido de permitir aos condutores maior tempo para identificar os locais exatos de início e fim das rodovias estaduais que passam dentro de zonas urbanas, em diversos municípios da capital e interior do Estado, adaptando-se à nova sinalização que foi instalada, garantindo clareza e segurança jurídica na aplicação da lei, evitando transtornos para os condutores.
As multas que foram lavradas desde o início da vigência da obrigação serão convertidas em advertência por escrito, nos termos do art.267 do CTB, para condutores não reincidentes na mesma infração.
A lei do farol baixo nas rodovias (Lei 13.290/2016, publicada em 24.05.2016) é medida bem vinda, que reduz acidentes e preserva vidas, conforme experiência já adotada em outros países.
A medida vale apenas para trechos urbanos de CEs, não atingindo as BRs, que são de competência da União Federal.

Fonte:  Ceará Agora

Cai número de prefeitos candidatos à reeleição no Ceará

Desde 2000, quando a reeleição foi permitida para prefeitos no Brasil, o número de candidatos à reeleição no Poder Executivo registrou a maior queda dos últimos 16 anos: somente 54,5% tentam mais quatro anos de mandato. No Ceará, de 135 prefeitos em primeiro mandato, apenas 75 são candidatos à reeleição.
O levantamento foi feito pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Em junho deste ano, a CNM revelou dados que mostravam interesse de 68,79% dos atuais prefeitos em se candidatar. O resultado oficial, no entanto, mostrou queda das expectativas.
No Ceará, dos 135 prefeitos em primeiro mandato que poderiam disputar reeleição, 60 desistiram de estender o mandato. Esse é o caso, por exemplo, do prefeito do Crato, Ronaldo Mattos; de Aiuaba, Airton Araújo; e de Jaguaribara, Francini Guedes.
“Hoje, os prefeitos, principalmente os de municípios pequenos, apenas administram folhas de pagamento, não têm dinheiro para investimento em nada”, pontua Guedes. Ele afirma que, em 2013, quando assumiu o cargo, a prefeitura já passava por crise, mas a situação se agravou. “O Congresso Nacional legisla para o município desempenhas funções como se tivesse condições”, ressalta, citando ajustes como a obrigação do piso salaria dos professores, como exemplo.
“Meu município é um pouco diferente. Temos uma cidade nova, que foi totalmente planejada com toda infraestrutura, mas para manter essa infraestrutura é caro. A cidade antiga (Jaguaribe) tinha uma praça, a nova tem 12, é toda em paralelepípedos, a iluminação é diferenciada”, pontua.
O relato de Francini se assemelha ao cenário traçado pela CNM. O relatório do órgão aponta como razão para a queda no número de reeleições a crise financeira e a dificuldade em se atender as demandas da população. “Na eleição municipal anterior, em 2012, houve a maior renovação da gestão municipal, desde 2000. Essa grande modificação, ocorreu grande parte em virtude da insatisfação dos eleitores com seus governantes. Agora espera-se um fenômeno semelhante, pois muitos desses gestores de primeiro mandato não pretendem continuar no comando de suas cidades, o que vai ocasionar de novo uma grande mudança nas prefeituras do Brasil”, ressalta o estudo.


Fonte: Tribuna do Ceará

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Jovem morre por causa de "chupão" no México

O rapaz de 17 anos desenvolveu uma embolia cerebral devido a um coágulo formado após o beijo
Enquanto jantava com a família na quarta-feira passada, 24, Julio Macías Gonzalez, de 17 anos, começou a sofrer convulsões. Os pais chamaram uma ambulância e rapidamente os paramédicos tentaram socorrê-lo, entretanto, ele acabou morrendo. Durante a autópsia, os médicos encontraram um “chupão” no pescoço de Julio, que teria sido feito pela noiva dele. O beijo teria causado um coágulo de sangue que chegou ao cérebro e provocou uma embolia cerebral.



Julio vivia no distrito de Iztapalapa, na Cidade do México. A família dele culpou a noiva de 24 anos pela morte do filho e, desde então, a moça estaria desaparecida. Os pais de Julio não aprovavam o relacionamento, devido à diferença de sete anos entre os dois. Julio havia acabado de chegar em casa com a noiva e começado a jantar quando começou a passar mal. O caso continua sendo investigado pela polícia local.

Fonte: O POVO Online

No dia contra tabagismo, médico dá dicas para largar vício

Reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a principal doença epidêmica que causa dependência física e psicológica, o tabagismo ainda é um dos principais problemas de saúde que dissemina a população mundial. As estatísticas da OMS apontam que mais de 5 milhões de mortes acontecem todos os anos no mundo devido ao tabaco.
Nesta segunda-feira (29), é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Fumo. A data foi instituída há exatos 30 anos, com a intenção de conscientizar a população sobre os malefícios do tabagismo.
Mesmo com uma série de informações e com a queda brusca de usuários em todo o mundo, ainda é grande o número de pessoas que consomem diariamente produtos derivados do tabaco.
Segundo o coordenador do grupo anti tabagismo da medicina preventiva da Unimed Fortaleza, Flávio Mac Dowel, o tabagismo é a principal causa de morte evitáveis do mundo. “Somente no Brasil 150 mil a 200 mil pessoas morrem por ano por doenças causadas pelo tabagismo. Há uma tendência de diminuição devido uma serie de fatores. Uma delas é a legislação contra o tabagismo, que proíbe a publicidade do tabaco. Mas vale destacar que a morte por cigarro é a principal causa de morte evitável em todo o planeta”, destacou.
Ainda conforme o médico, os malefícios do tabagismo são inúmeros. “O consumo ocasiona um aumento de doenças cardiovasculares, aumenta a possibilidade de câncer; não só de pulmão, mas também de pâncreas, mama, laringe, faringe, etc. Além, claro, de doenças pulmonares crônicas”, informou.
Consumo começa ainda na adolescência 
O coordenador destaca que muito dos consumidores de tabaco tornam-se usuários ainda na adolescência. “A pessoa começa a fumar na adolescência ou adulto muito jovem, 13 a 14 anos ou até os 19 anos. Geralmente, ele começa por uma questão de auto afirmação ou influência de amigos. Mas vale destacar que a indústria quer que a pessoa comece a fumar logo cedo, porque aí ela tem um cliente pelos próximos 20 anos no mínimo”.
A exemplo disso está o professor universitário Thiago Occiuzzi. Aos 14 anos de idade, o educador iniciou o vício, que durou apenas três anos. “Iniciei a fumar muito novo e só parei depois que perdi meu avô devido ao tabagismo. Depois que vi a situação dele, percebi que não queria aquilo para a minha vida. Ficou muito marcante para mim”, explicou.
Hoje, aos 37 anos, Thiago diz que, para deixar o vício, é preciso gostar de si mesmo. “A primeira coisa é ter amor a própria vida. Ver que tem muitos anos pela frente e que vai chegar uma hora que a vida vai te dar um toque e você vai perceber o que está fazendo com o seu próprio corpo”, concluiu.
Dicas para parar de fumar
Entre as principais práticas para parar de fumar indicadas por Flávio Mac Dowel, está a iniciativa própria. Segundo o médico, é fundamental o próprio usuário querer parar. “É preciso que ele fale pra si mesmo ‘eu quero parar’. Não é interessante ele iniciar um processo desse nível por pressão de um parente ou amigo. Caso ele não consiga por si só, então ela deve procurar um grupo de ajuda. Uma equipe multidisciplinar pra ajuda-lo”, explicou.
Além de conversas e exemplos de consequências do tabagismo, o coordenador afirma que em alguns casos é preciso utilizar medicações específicas. “Alguns pacientes que procuram o grupo necessitam de medicação. Essa avaliação é feita durante a convivência. Então quando identificamos isso, é feita uma avaliação individual em cada paciente”. O especialista também destaca que o tratamento a base de medicação pode ser por meio de adesivo ou comprimido.
Mas, conforme o médico, o cigarro eletrônico não é usado como medicamento terapêutico para cessar o tabagismo. “Não recomendamos o cigarro eletrônico como um método para parar de fumar. Usar o adesivo, a pastilha, a goma de mascar durante o dia são alguns dos métodos importantes para cessar o vício, mas o cigarro eletrônico não é indicado”, concluiu.

Fonte: Tribuna do Ceará

Pichações proibindo roubos se espalham por Fortaleza

Mensagens pichadas em muros da Capital advertem para punições em caso de assalto aos moradores de comunidades. Ameaças são atribuídas a facções criminosas e traficantes. SSPDS diz que autorias são investigadas Considerados os crimes que mais influenciam na sensação de segurança, as estatísticas de roubo apresentam altas consecutivas há dez meses no Ceará. Nesse cenário, mensagens com suposta autoria de facções criminosas, proibindo roubos, foram disseminadas em várias regiões de Fortaleza. Os chamados “avisos” do tráfico, de autoria e veracidade desconhecidas, estabelecem uma justiça paralela e são recebidos com estranhamento e até aprovação dos moradores.


Enquanto a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) afirma que a situação está sendo investigada, pessoas que vivem em locais demarcados como parte de territórios para o tráfico de drogas testemunham a ação de criminosos, que acabam por assumir o papel que cabe ao Estado. O POVO visitou alguns dos pontos onde os avisos estariam vigorando e ouviu moradores. Alguns se recusam a falar sobre o assunto, por desconhecimento ou medo de represálias. Outros, sem se identificar, confirmam a existência de um “policiamento” do crime.
“É verdade. Aqui, os avisos foram colocados por eles mesmos. Digo porque picharam um no muro da minha casa. Na semana passada, assaltaram um mulher mesmo em frente à pichação. Um dos meninos do bairro viu e alertou os traficantes. Ligeiro eles trouxeram as coisas dela de volta”, detalhou uma dona de casa, de 23 anos, que vive na comunidade Parque Albano, no Mondubim.


O assaltante que teria tomado a bolsa da vítima, conta a mulher, mandaram soltar. “O traficante mandou dizer que queria pegar ele com as próprias mãos pra cumprir o aviso”, recorda. O texto da ameaça no muro detalha que “se roubar cidadão na favela vai morrer”. Mensagens semelhantes existem em bairros como Pirambu, Genibaú, Papicu, Messejana, Sapiranga, Jangurussu e Barroso. Neste último, as ameaças chegaram a ser demonstradas em vídeo.


Em imagens compartilhadas nas redes sociais, na semana passada, um jovem foi agredido a pauladas por suspeitos que diziam fazer parte do “Crime do Barroso”. Eles acusavam o jovem de ter roubado e agredido uma mulher, numa parada de ônibus, na Comunidade da Babilônia. “Ele andou roubando aqui nas áreas. Roubou uma cidadona (sic) e deu uma pisa nela. Aqui é o certo pelo certo!”, diz.


Domínio
No bairro Presidente Kennedy, na esquina entre a avenida Sargento Hermínio e rua São Damião, o alerta diz que o roubo será “punido” à altura. Segundo moradores, a mensagem surtiu efeito. “Diminuiu muito os assaltos aqui. A parada de ônibus mais perto era o ‘point’ dos assaltos. Tinha roubo manhã, tarde e noite. Hoje é difícil”, comenta um funcionário público, de 42 anos.


“Pra falar a verdade, eu acho que cada um tem que se cuidar. Não é só aqui, mas em qualquer lugar”, disse uma professora de 52 anos. “Eu não me confio nisso. Temos que nos precaver de todas as formas”, completa uma aposentada de 64 anos.


Procurado pelo O POVO, o secretário-adjunto da SSPDS, coronel Lauro Prado, diz haver “oportunismo” por trás de algumas mensagens. Ele destaca, porém, que os casos comunicados à Polícia são investigados, ainda que de maneira preliminar. Prado não soube dizer, contudo, se a autoria de alguma das mensagens foi identificada. “Acredito que seja algum modismo, até porque as mensagens não são direcionadas a ninguém em específico. Além disso, os roubos continuam ocorrendo”, defende.


Ameaça de punição
No bairro Presidente Kennedy, o “aviso do crime” está na rua São Damião, quase na esquina da avenida Sargento Hermínio

Saiba mais


Os “avisos do crime” são semelhantes às pacificações entre facções rivais, em prol do tráfico de drogas, que se espraiaram por Fortaleza e foram denunciadas pelo O POVO no início do ano. O objetivo seria acabar com os homicídios, evitando a presença da Polícia nesses locais, para que o tráfico não fosse comprometido. O mesmo estaria ocorrendo agora com os casos de roubo, num possível desdobramento dos acordos. O objetivo também inclui uma “legitimação” das facções perante os moradores.


Em abril, dez membros de organizações criminosas que haviam instaurado uma trégua na guerra pelo tráfico, no Vicente Pinzon, em Fortaleza, foram presos durante a operação Vera Pax, do Ministério Público do Ceará (MPCE).


Algumas pichações encontradas pelo O POVO fazem referência às facções criminosas Primeiro Comando da Capital (PCC), de São Paulo, e Comando Vermelho (CV), do Rio de Janeiro. Na semana passada, cartazes semelhantes foram espalhados em comunidades de São Gonçalo, município fluminense. Conforme reportagem da BBC Brasil, as mensagens atribuídas ao CV alertam que “quem for pego roubando será punido severamente”.
 

Os dados mais recentes da SSPDS sobre Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs), que incluem casos de roubo, exceto latrocínio, são referentes ao mês de junho, quando as ocorrências aumentaram 14,3% no Ceará e 10% em Fortaleza. Desde julho de 2015, houve 67.337 roubos no Ceará. Destes, 3.624 se deram na Capital.


Alertas de proibição aos roubos em comunidades dominadas pelo tráfico de drogas também ocorrem em outros municípios do Estado, como Caucaia, Maracanaú e Horizonte.

Fonte: O Povo online

Homem invade Detran de Caucaia no CE e furta arma e coletes de vigilantes

O Detran de Caucaia na Região Metropolitana  de Fortaleza foi invadido no fim da tarde deste domingo (28). A Polícia Militar disse que um homem vestido com o mesmo uniforme dos vigilantes chegou ao local dizendo que ia substituir um funcionário que tinha faltado.
Ele então rendeu o segurança que estava de plantão. Pouco tempo depois, outro vigilante chegou e também foi rendido. O homem levou dois coletes a prova de balas e um revólver e fugiu. Até a manhã desta segunda-feira (29), ninguém foi preso.


 Fonte: G1 Ceará