sábado, 30 de abril de 2016

Policia de Taperuaba é acionada mais não atende solicitação de moradores.

Na madrugada de hoje (30), o vigilante particular que trabalha no centro do distrito relatou ao blog que uma moradora havia solicitado uma ronda da policia no centro do distrito onde muitos jovens estariam fazendo bastante barulho, imediatamente ligamos para o telefone da Policia de Taperuaba, (9.81385611), os policiais de plantão atenderam a ligação, mas não fizeram diligência até o centro do distrito, deixando a baderna continuar.

Do Blog: Publicamos ontem em nosso blog as principais solicitações da população na audiência pública realizada pelo Conselho Local de Saúde, entre elas a ronda ostensiva no período da noite, apesar das solicitações, a policia continua ignorando a população que não sabe mais a quem recorrer.

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Conselho Local de Saúde e Desenvolvimento Social de Taperuaba realiza audiência Pública.

   Na noite de ontem (28), o Conselho Local de Saúde e Desenvolvimento Social de Taperuaba, realizou uma audiência Pública na Praça da Igreja Matriz de Taperuaba, o evento que estava marcado para ás 18h30m só teve inicio ás 19h30m e não contou com a presença do Secretário de Segurança e Cidadania do Município, Erlânio Matosso. Apesar da ausência do Secretário de Segurança, o evento continuou com a presença do Secretário do Comandante do 3° BPM de Sobral, o Subtenente Laércio, que ouviu as demandas da comunidade presente no evento. Os moradores voltaram a solicitar mais rondas ostensivas no período noturno, abordagens e combate as drogas, além de reforço de mais um policial, entre outras demandas. Assim como em todo o Brasil o distrito de Taperuaba, também sofre com a insegurança, e busca para tanto, junto às entidades como o Conselho Local de Saúde, alternativas para mudar o quadro através de reuniões com autoridades, no intuito de traçar medidas para solucionar os problemas relacionados à segurança. 



Sindicato dos trabalhadores Rurais de Taperuaba irá comemorar o dia do trabalhador.

   A Delegacia Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Taperuaba, realizará no próximo domingo (01), mais uma reunião ordinária, em comemoração ao Dia do Trabalhador, o evento terá inicio ás 08hrs na sede da Delegacia Sindical no Alto da Bela vista, e será animado pelo grupo Zuado. 

Construção da torre de Telefonia Móvel da Vivo em Aracatiaçu está em fase final.

    O Distrito de Aracatiaçu, também foi contemplado pelo projeto Alô Sertão, do Governo do Estado do Ceará, que leva para todo interior cearense Telefonia Móvel através da empresa Vivo. O Distrito de Taperuaba foi um dos primeiros a ser contemplado pelo serviço.
 

Uber começa a operar nesta sexta em Fortaleza

Serviço promete ser entre 35% e 50% mais barato do que o táxi comum. Custo mínimo de uma viagem será de R$ 6. A partir de 14 horas desta sexta, quem baixar o aplicativo para celular já pode usar o Uber na Capital
O serviço de transporte particular por aplicativo Uber começa a operar em Fortaleza nesta sexta, 29, a partir das 14 horas. Para usar um carro do Uber, basta baixar o app, cadastrar um cartão de crédito e seguir os passos para chamar o motorista.

Os preços são cobrados por quilômetro rodado. A chamada (equivalente à bandeirada) - quando o cliente aciona o motorista - é de R$ 2,50. “O preço por quilômetro é de R$ 1,20. Por minuto, R$ 0,20. E o total mínimo de uma viagem vai ser de R$ 6”, destaca Letícia Mazon, gerente de comunicação do Uber no Brasil. Caso o cliente cancele a corrida em um prazo de cinco minutos, não será pago nenhum valor. Mas, ao exceder o limite, a taxa de cancelamento é R$ 5.

Os valores são inferiores aos cobrados pelo serviço de táxi regulamentado pela Prefeitura de Fortaleza. A partida no táxi comum custa R$ 4,76, enquanto o quilômetro rodado na bandeira 1 sai por R$ 2,38 e na bandeira 2 custa R$ 3,57. A economia do Uber, chega a ser, em média, 35% na bandeira 1 e 50% com a bandeira 2.

O tempo de espera do aplicativo, em regiões que possuem o serviço consolidado, varia entre 4,5 e 5 minutos. Em Fortaleza, esse parâmetro pode ser excedido. “Pode ser maior que isso. Especialmente nos primeiros dias. Tem gente que vai testar por curiosidade e os parceiros que estão descobrindo a plataforma, mas tende a equalizar e chegar aos cinco minutos”.

A categoria do Uber em Fortaleza será a X. Nela entram carros hatches e sedãs convencionais. “Não é obrigatório ser um carro de luxo. Os veículos são compactos e acessíveis”, afirma Letícia. É obrigatório que o automóvel tenha sido fabricado de 2008 em diante, que possua quatro portas e ar-condicionado. A categoria Black, com carros premium e que operam em mercados como Rio de Janeiro e São Paulo, não tem previsão para operar em Fortaleza. “Não queremos canibalizar o serviço com outra categoria. Não há perspectiva”.

Critérios

Para se cadastrar como motorista é necessário ter carteira de habilitação profissional e as certidões de antecedentes criminais das esferas estadual e federal. Também é necessário estar com o IPVA em ordem, o seguro para o automóvel e outro para passageiros (seguro especial conhecido como APP) no valor de R$ 50 mil. O motorista não paga para se cadastrar. “O parceiro fica com 75% de toda a viagem. 25% vai para o Uber. Ele não paga se não estiver rodando”, ressalta Letícia.

A porta-voz do Uber explica que a concorrência não se dá com o taxista, mas sim com o próprio transporte particular. “Não roubamos mercado do táxi. Aumentamos o mercado de pessoas que estão escolhendo andar de carro”, finaliza.
Reações no Brasil têm sido violentas

Onde a Uber chega, há reações negativas dos taxistas. Nesta última quarta, taxistas de São Paulo protestaram contra o serviço, com apoio do Rio de Janeiro e Curitiba.

No começo de abril, uma confusão entre taxistas e motoristas do Uber terminou na delegacia em Campinas. O que tem sido mais recorrente é taxistas identificarem os motoristas e tomarem alguma atitude, seja parar o carro, agredir verbalmente, fisicamente ou intimidar.

Em Recife, está havendo muitos casos de agressão. Um relatório de um publicitário apontou, pelo menos, nove agressões em um final de semana. Em Porto Alegre, enquanto tramita o projeto de regulamentação, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) já apreendeu mais de 40 carros do Uber até o início do mês.

“Tende a ter cada vez menos impasse nas ruas, quando esse assunto é pacificado juridicamente e legalmente”, disse Letícia Mazon, porta-voz do app. (Andreh Jonathas)


Se Uber não é táxi, é o quê?

Até então, o Uber tem sido colocado como um negócio chamado disruptivo, ou seja, que quebra com os padrões da economia tradicional. Enquadra-se na economia do compartilhamento (sharing economy), já que não possui ativos físicos, apenas intermedia o serviço por meio de um aplicativo móvel.

Em São Paulo, está próximo de ser regulamentado. Nos outros estados, revesa entre proibição e liberação, enquanto não é enquadrado em alguma lei.

O Uber não se encaixa em nenhuma legislação existente. Até então, o transporte de passageiros era feito pelo sistema de táxi, que passa por concessão, fiscalização e uma série de tributos. À parte o criticado serviço de táxi, se o Uber não é táxi, como vem argumentando, é o quê? Uber vem dizendo ser um serviço de “carona” ou “transporte particular”.

Conforme a porta-voz do Uber, Letícia Mazon, o serviço é respaldado pela política nacional de mobilidade urbana, que define o transporte público e privado das cidades. “Buscamos sempre a legalidade. Não tem uma regulamentação para o transporte privado. Não temos um projeto pronto. Queremos conversar com a cidade para ver o que faz sentido para ela”. (Andreh Jonathas)

Fonte: O Povo Online 

Cearenses criam “Netflix educacional” para concurseiros

     A estabilidade financeira e um cargo público são sonhos de grande procura por brasileiros. Porém a falta de tempo e o custo de procurar um curso na área atrapalham as pessoas que foca em concursos para tentar mudar de vida. Pensando, nisso três cearenses resolveram criar oGirafales, um site que o estudante se cadastra, paga uma taxa mensal e tem acesso a conteúdos abordados nos concursos.
O projeto nasceu em março deste ano, mas já está em uma grande crescente no número de usuários. Os responsáveis são: o professor Thiago Pacífico, o desenvolvedor Wedson Lima e o gerente de projetos Cleber Sena. “O Girafales nasceu a partir de uma necessidade, já que se preparar para concurso é muito caro e queremos fornecer uma alternativa barata, visando democratizar o acesso à educação e com qualidade”, explica Cleber Sena.
Para se cadastrar é muito simples. O aluno paga umaassinatura mensal de R$ 24, 90 e tem direito a acessar todos os conteúdos lançados pelos professores da rede. “Qualquer curso que tenha disponível no Girafales e todos os professores que estão na rede podem ser acessados pelo estudante pagando apenas um único valor mensal”, reitera.
Cerca de 15 professores estão integrados ao projeto e divulgam as aulas em vídeo no canal. Eles se dividem em conteúdos como: Raciocínio Lógico, Administração e Atendimento, Português, Conhecimentos Bancários, Legislação Previdenciária, Direito Previdenciário, Direito Constitucional, entre outros.
Mas, apesar da grande variedade de cursos, eles pretendem brevemente expandir ainda mais esse mercado da educação. “Queremos expandir no futuro para cursos profissionalizantes e também para o Enem”, finalizou.


Fonte: Tribuna do Ceará

Para sustentar 11 irmãos, cearense viveu trabalho escravo em São Paulo

  Quando pesamos em escravidão, logo traz à tona a imagem do aprisionamento e da venda de negros africanos forçados a trabalhar para seus proprietários nas lavouras ou nas casas. Uma realidade que foi por muitos anos a do nosso país. Mas parece que isso não só ficou no passado.
O Brasil não está livre do trabalho escravo atualmente. O programa Nordestv Notícia fez uma matéria especial sobre o assunto. Sofrimento e dor que deixam marcas em muitos brasileiros, num país que ainda convive com passado colonial.
A repórter do programa da Nordestv/Band foi até a cidade de Redenção, interior do estado do Ceará, cidade que concedeu cartas de alforrias em 1883, cinco anos antes da Lei Áurea. Ela conta a história de uma mulher que, para ajudar sua mãe e seus 11 irmãos, aceitou um emprego na cidade de São Paulo, que na verdade era uma verdadeira escravidão. 
Fonte: Tribuna do Ceará

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Sucesso total a 3ª Etapa do Campeonato Norte Cearense de Ciclismo em Aracatiaçu

No último domingo 24 de Abril de 2016, Aracatiaçu foi palco da 3ª ETAPA DO CAMPEONATO NORTE CEARENSE. Pelo quarto ano consecutivo a Equipe de Ciclismo Lagartos Selvagens proporcionou aos amantes do MTB e ao público da localidade o maior evento de Moutain Bike da Região Norte de nosso Estado. O evento que teve sua primeira edição em 2013 e contou com 74 inscritos, vem mostrando um crescimento exponencial nas edições posteriores, atingindo 150 inscritos em 2014, 184 inscritos em 2015 e a marca de 230 atletas inscritos em 2016. Tornando­se assim a Etapa com o maior número de participantes da atual edição do Campeonato Norte Cearense de MTB. Outros números chamam atenção para este que foi certamente o maior evento esportivo de nossa comunidade e que sem dúvidas já é tradição em nosso distrito. Com uma equipe formada por aproximadamente 150 pessoas distribuídas em diversas funções a organização deste formidável acontecimento deu show mais uma vez. O evento contou com uma logística digna de comparações, feitas por atletas experientes e que estavam presentes, à etapas do circuito nacional da categoria. Ao todo foram utilizados 170 fardos de água mineral de 500ml, totalizando 2040 garrafas, 8 freezers e 100 fardos de gelo, que garantiram água sempre gelada aos atletas durante toda a prova. Já com a alimentação a equipe mostrou todo seu zelo, respeito e preocupação com os competidores. Ao todo foram disponibilizadas 700 bananas, 20 melancias e 200 laranjas. O evento contou também com 5 carros de apoio, 10 motocicletas e 1 ambulância. A estimativa de público que acompanharam a competição na sede do distrito e nas comunidades por onde o percurso estendia­se chegou aos mais de 2 mil expectadores. A infraestrutura usada também ressalta a dedicação e trabalho duro empenhados neste evento, mais de 100 placas de sinalização foram utilizadas no trajeto, fitas de TNT, fitas zebradas e STAFS garantiram a orientação correta dos atletas em um percurso de 27 quilômetros. Nossa comunidade recebeu de braços abertos os amigos que aqui chegaram ainda no sábado. Vindos de Sobral, Fortaleza, Eusébio, São Gonçalo do Amarante, Itapipoca, Itapajé, Bela Cruz, Tianguá, São Benedito, Ipu, Guaraciaba do Norte, Canindé, Santa Quitéria, Forquilha, Frecheirinha, Tamboril, Cruz, Maranguape e Ubajara. Saíram de Aracatiaçu com a certeza de terem participado de uma grande festa. Outra grande evidência de sucesso foi a constatação cab da movimentação econômica do distrito. Foram várias as manifestações de comerciantes locais parabenizando a realização do QUARTO DESAFIO LAGARTOS SELVAGENS. Fica claro que além de função social este momento único também aquece a economia local, gerando renda para o aracatiaçuense de forma geral. Para encerrar destacamos com muito orgulho a inscrição de mais de 30 atletas da casa (LAGARTOS) que abrilhantaram ainda mais nossa festa, provando que nosso esporte é para todas as classes sociais, pois foi isto que ficou evidenciado. Nossa prática reflete nossas ações. Não temos discurso infundado ou separatista, certo?!. Voltando ao assunto. Com este grande número de participantes é evidente que tivéssemos grandes resultados. Destacamos aqui os atletas Joacélio Gonçalves primeiro colocado na categoria A1, Júnior Lorão primeiro na C2 e Tiago Sérgio primeiro colocado na categoria TURISMO. Nosso destaque e orgulho ainda do atleta João Batista, que certamente nos deu o maior exemplo do dia. Líder da prova por 3 voltas, num total de 80 km percorrido sua bicicleta apresentou problemas mecânicos. Ao invés de desistir João Batista completou os três quilômetro finais correndo, chegando ainda na 5ª colocação. Destacamos ainda a professora Mônica Silva que na edição com maior número de mulheres inscritas chegou em quarto lugar. Aproveitamos para parabenizar a todas as mulheres ciclistas de nossa comunidade. Com a sensação de dever cumprido e com o enorme sentimento de gratidão, agradecemos a todos os envolvidos neste evento maravilhoso, atletas, voluntário e Comunidade. Obrigado a todos. 



Informações e fotos: Lagartos Selvagens.

Membros do MTST bloqueiam BR-116 em protesto contra impeachment

Cinco manifestações foram registradas nesta quinta-feira (28) em Fortaleza. Uma delas gerou grande engarrafamento
Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) incendiaram pneus e bloquearam a BR-116, em Fortaleza, em manifestação contra o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

O protesto aconteceu próximo ao Hospital do Coração de Messejana no início da manhã desta quinta-feira (28), por volta das 7h, e gerou engarrafamento na rodovia.

“Pela democracia, nenhum direito a menos, com o objetivo de denunciar o golpe em curso contra o Governo Federal”, informa publicação na página do MTST no Facebook. Cerca de 80 pessoas participaram da manifestação.

Segundo a assessoria da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o trânsito voltou a fluir às 8h15.
Na capital cearense, há registro ainda de protestos de trabalhadores da construção civil na Avenida Desembargador Moreira, no Bairro Aldeota; integrantes do MST na sede do Incra, na Avenida José Bastos; agentes penitenciários na Assembleia Legislativa; e bombeiros e professores no Palácio da Abolição.

Capitais brasileiras

O MTST e sindicatos protestam nesta quinta-feira em todo o país, em defesa de direitos sociais e contra o processo de impeachment. De acordo com a Frente “Povo sem Medo”, manifestantes de cidades de, pelo menos, oito estados e do Distrito Federal participam do ato. As manifestações acontecem simultaneamente em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Fortaleza,Goiânia, Belo Horizonte, Uberlândia e Brasília.

Fonte: Tribuna do Ceará

Dilma admite que afastamento da Presidência se tornou 'inevitável'

A presidente Dilma Rousseff admite que seu afastamento da Presidência se tornou inevitável" e decidiu traçar uma agenda para "defender seu mandato" e impedir que o vice Michel Temer "se aproprie" de projetos e medidas de seu governo. Chancelada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a estratégia tem o objetivo de manter a mobilização da base social do PT e reproduzir o discurso de que Dilma é "vitima de um golpe” e que um eventual governo Michel Temer é "ilegítimo".

A presidente pediu à sua equipe para "apressar" tudo que estiver "pronto ou perto de ficar pronto" para ser anunciado antes de o Senado aprovar a admissibilidade do processo de seu impeachment, em votação prevista para o dia 11 de maio, o que vai resultar no seu afastamento do cargo por até 180 dias.

A presidente acredita que pode ser inocentada ao fim do julgamento pelo Senado, podendo, assim, retomar seu mandato. Parlamentares do PT e o próprio ex-presidente Lula, porém, acreditam que, após o afastamento de Dilma, o quadro vai  ficar "muito difícil" e, mesmo que ganhe no julgamento,  cará sem condições de governabilidade.

 Isso porque, afirmam, Temer já articula o novo governo, inclusive com o anúncio informal de ministros em postos estratégicos, como Henrique Meirelles na Fazenda. Diante do governo peemedebista, a ordem de Lula e da cúpula do PT é "infernizar" Temer e não colaborar "de maneira nenhuma".

(com informações Diário do Nordeste)

Cunha perde votação, manda votar de novo e ganha

O presidente da Câmara não considerou o resultado inicial para adiar a deliberação da matéria, fez uma nova votação e acabou "vencendo"
Após tumulto e bate-boca entre parlamentares, a Câmara dos Deputados aprovou a criação das comissões de defesa dos Direitos da Mulher e do Idoso, na madrugada desta quinta-feira, 28. O resultado da votação foi considerado por alguns deputados como mais uma manobra do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que não considerou o resultado inicial para adiar a deliberação da matéria, fez uma nova votação e convenceu os oposicionistas de que, sem os novos colegiados, eles poderiam ficar sem vagas.

No início da votação, revoltados com a decisão do presidente da Casa de rejeitar um requerimento pela retirada da pauta do projeto da criação das comissões da Mulher e do Idoso, quando a maioria dos votos era favorável a adiar a análise da matéria por duas sessões, parlamentares começaram a gritar "não", "fora Cunha" e "golpista". Depois, cerca de 30 deputados lotaram a tribuna para protestar contra a decisão.

Após votação digital no painel, a confusão teve início quando Cunha pediu para que os que aprovassem a medida levantassem a mão, sem dar tempo para que os parlamentares se manifestassem. Em rápida decisão, ele decidiu que daria sequência à votação. Deputados apelaram para que fosse feita votação nominal para verificar a contagem dos votos novamente, porém os pedidos foram negados pelo presidente.

Segundo os parlamentares contrários à matéria, Cunha e seus aliados querem criar os dois colegiados apenas para acomodar novos partidos e redirecionar cargos. A bancada feminina também defende que não faz sentido criar uma comissão específica para as mulheres, pois a medida apenas aumentaria a burocracia, além de poder esvaziar o quórum de outros colegiados. Depois da confusão, a sessão foi suspensa e retomada após cerca de 40 minutos. Neste período, a oposição mudou de opinião e decidiu votar pela criação das novas comissões.
"Nascituro"

Também foi aprovado um substitutivo apresentado pelo deputado João Campos (PRB-GO) ao Projeto de Resolução 8/07, da deputada Elcione Barbalho (PMDB-PA). No texto, Campos inclui na Comissão de Seguridade Social e Família a atribuição de analisar temas relacionados ao nascituro. A emenda foi chamada de "jabuti" por alguns parlamentares, o que significa incluir questões sem relação direta com a medida analisada.

Campos, que faz parte da bancada religiosa, justificou a inclusão do termo afirmando que matérias sobre o aborto têm tido dificuldade de tramitação na Casa. Atualmente, questões relacionadas ao tema não são expressamente atribuídas a nenhum colegiado. "Com a criação da comissão da Mulher surgirá a dúvida de qual é a competência dos direitos do nascituro, já que as feministas entendem que o tema aborto diz respeito apenas às mulheres e não ao nascituro e nós entendemos que o tema aborto diz respeito tanto à mulher quanto ao nascituro."

Diversas deputadas criticaram o uso da expressão "direito do nascituro", por se tratar de uma nomenclatura que, segundo elas, reforça posição contrária aos que defendem o direito de as mulheres decidirem sobre a própria gravidez. As parlamentares também contestaram que não foram questionadas sobre a mudança no projeto e que as causas feministas já são acolhidas, discutidas e votadas em outras comissões. Luiza Erundina (Psol-SP) avaliou que o texto pode comprometer conquistas históricas das mulheres. Já a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), classificou as novas comissões como um "faz-de-conta".

Fonte: O Povo

TV Jangadeiro visita a Escola Dep. Cesário Barreto Lima.

    Uma equipe da TV Jangadeiro visitou na manhã de ontem (27), a Escola Dep Cesário Barreto Lima, visita teve como finalidade entrevistar o aluno campeão do concurso de redação "O Brasil e os Jogos Olímpicos", do Ministério da Educação. O Jovem Daniel Monte Silva (1º D/ Anexo Bilheira) carregará a Tocha Olímpica em evento organizado pelo Comitê Olímpico Internacional, dia 8 de junho desse ano.

Com Informações do professor Agenor Mendes.